A SAGA DA BUSCA AO TRABALHO COMO DEV

Atualizado: 11 de set. de 2021


Nas empresas, os processos seletivos estão demorados, caros e pouco

efetivos. Contratar e reter talentos nunca foi tão difícil.


Do lado dos talentos, nunca houve tanta demanda. No entanto, encontrar

uma boa empresa alinhada profundamente com seus princípios

culturais, necessidades financeiras e alinhamento técnico é extremamente

trabalhoso.


Eu já venho abordando esse assunto e tenho diversos vídeos em meu canal do YouTube onde eu conto minhas experiências dolorosas com recrutamento.



Dos inúmeros processos seletivos em que eu participei ao longo da minha carreira, até hoje, apenas um processo me deixou satisfeita: O do trabalho em que me encontro atualmente.

E com isso, eu comecei a levantar debates em minhas redes sociais sobre os diversos pontos de falhas e de sucesso no processo de se recrutar um talento para uma empresa. E consegui coletar a opinião de colegas de carreira em minhas redes sociais e eu estava decidida a encontrar um padrão nessa maré de fracassos.


Neste post eu vou tocar em alguns pontos frustrantes, sobre a visão dos aplicantes.


Este post é uma parceria entre nós, a EZ Devs e com a colaboração da opinião da comunidade vou falar mais a respeito deles no decorrer deste post!

 

Eu amo trabalhar com dados, pois reflete diretamente as experiências das pessoas e sua opinião sincera, afinal, as empresas criam produtos para outras pessoas e não ouvi-las, que são consumidores, é uma ironia, afinal, como você cria produtos e serviços se você não conhece seus consumidores?


Por isso eu sempre dou valor a serviços criados por pessoas que passaram por experiências na pele e que resultaram na criação de um produto ou serviço que tem a intenção de facilitar a vida das pessoas para essas pessoas não passarem pelo perrengue inicial que incitou a criatividade do criador principal do produto.


Para ilustrar e dar mais contexto e base em dados, temos essa pesquisa criada pela LinkedIn onde traz alguns dados que ajudam a compreender o que as empresas e os candidatos preferem e buscam.



Do Ponto de Vista do Talento podemos notar alguns processos tediosos...



A Realocação

De todos os problemas que eu enfrentei, o passo mais insuportável são os excessos de testes. Se tem uma coisa que eu não tenho sobrando e dou muito valor é o meu tempo, aqui é um overview do tanto de tempo gasto no processo:



Aplicação da vaga

Independente de onde você achou a vaga, provavelmente você será redirecionado para algum site diferente, onde você terá que preencher um formulário gigante. E em média, se a situação está tranquila e dependendo dos seus skills e o quanto você pode exigir das empresas, aplicamos até dez vagas, ou seja, se cada um deles tem um site especifico para aplicar, você vai perder no mínimo umas quatro horas ou mais de sua vida entre procurar vagas e aplicar para cada uma delas, isso se você não tiver opção de auto-complete com o que ficou guardado no cache. E claro, se o site tiver a opção de usar auto-complete, alguns não tem!

Com toda a certeza você terá um MONTE de junk email no futuro vindo das empresas que não te contrataram, pois seu email vai parar na lista de email marketing dessa empresa.



Espera longa


Algumas empresas são bacanas em te avisar se você não passou no processo e em nome de todas as pessoas ansiosas, mesmo com uma notícia negativa, é sempre bom cortar as expectativas!

Ninguém gosta de esperar por uma resposta. Algumas pessoas ficam tão confiantes de que conseguiram a vaga, que nem conseguem dormir direito. Estou falando de mim.


Quando você passa pela peneira, em média, leva uma semana para receber uma resposta. E mais outra semana para a primeira entrevista de triagem, onde te perguntam as mesmas coisas que você preencheu no formulário. E quase sempre te mandam algum teste de personalidade ou cultural fit, que geralmente tem cinquenta perguntas e isso te toma mais uma hora de vida.

E depois da primeira entrevista, mais outra semana para fazer o teste técnico. Ainda pode adicionar mais uma semana para outra entrevista com a equipe, onde tem a possibilidade de ser testado tecnicamente novamente e te fazerem exatamente as mesmas perguntas que você respondeu no formulário de inscrição e que o recrutador te perguntou anteriormente.


Espera mais uma semana para alguma resposta e ainda pode ter a possibilidade de mais uma entrevista com algum líder técnico ou com a gerencia.


Em média, processos seletivos demoram entre 30 e 40 dias, caso o resultado seja positivo.


Quando é negativo, perdemos um mês do nosso tempo.



Testes complexos